Seguidores

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Gaivota no Azul

Hoje em Lisboa quando a manhã chegou, o Sol não veio com ela.
Hoje em Lisboa, quando a manhã chegou trouxe com ela o nevoeiro.
Frio, húmido, espesso, deprimente...
Por isso e porque é preciso animar, eis aqui a minha contribuição! Qual D.Sebastião, aparecendo entre as brumas de uma manhã de nevoeiro, a minha gaivota surge-nos envolta em azul de mar, em azul de céu, povoando nossa mente e nosso espírito dos dias de sol e mar, que hão-de chegar, sem ser numa manhã de nevoeiro...

5 comentários:

Maria Ferreira disse...

Contribuindo para um sorriso no nosso dia.
Beijos
Maria

Maga disse...

Ainda bem que o teu sorriso existe!
Bjos
Maga

Elisabete disse...

Maga querida, não tem clima que eu mais goste do que esse. Frio, húmido, garoa, chuva e nevoeiro seria um presente... aí que delicia...não seria nada deprimente, mas sim motivo de muito bem estar.O nevoeiro pra mim é uma paisagem rara e magnífica. Amo olhar a chuva, sentir a garoa cair em mim, sentir o frio e me obrigar a me agasalhar e dormir com edredons, sentir vontade de um chocolate quente, e usar tenis em vez de sandálias. descordamos nisso.

Maga disse...

Não, não discordamos. Ás vezes, quando o Verão vai longo, o calor já é demais, as saudades do Inverno são muitas e o pensamento é precisamente esse. Mas o bicho Homem está sempre insatisfeito e depois sente saudades dos dias quentes, do Sol, do calor...
Mas eu gosto de, num dia de chuva, ou de nevoeiro ou mesmo só de frio, sentada num sofá, de pantufas, embrulhada numa manta, ficar em casa quietinha, a olhar lá para fora, com o chocolate quentinho...
Não discordamos não!!
Um beijão

Elisabete disse...

Sabe o que me segura em casa?? o calorão, sol muito forte. aqui onde moro, a temperatura passa dos 40 gráus, nem sei ao certo. (na primavera e verão, mas como o clima anda meio confuso, não confio muito nessa lógica) Gostaria de saber qual é a temperatura elevada por esses lados...
Agora nos dias frios e com chuvas, saiu de casa, me sentindo livre, muito bom.
Quando mudei de São Paulo pra rio preto, perdi meu guarda roupa de inverno pois aqui não tem, somente dias de temperaturas amenas, que qualquer malha já é o suficiente pra proteger do frio. chega né, se não isso virá uma carta, esse é meu mau, falo muitíssimo... bjus querida.