Seguidores

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Trocas & Baldrokas !!

Um pôr do Sol soberbo, observado pelos dois cavalos que estão mais preocupados em comer do que em admirar seja lá o que for...
Mas eu venho aqui para vos dizer que afinal já não serei operada no dia 29!
Pois não... mas não pensem que escapo...
Não, não escapo... serei operada, mas no dia 30 à tarde! Portanto façam forcinha, mas no dia 30! Mais um pouquito e seria mesmo na passagem do ano!
Olhem, paciência! ...este ano não danço... descanso!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Passagem de Ano Diferente...

Quero agradecer todos os mails (e são tantos!) que tenho vindo a receber, com mensagens de Natal e com votos de festas felizes... A todos agradeço, a todos eu retribuo, em dobro, todos os desejos de felicidades...
E estou mesmo a precisar que os vossos desejos se realizem e que o ano que vem entrando, devagarzinho, com passitos de lã, me seja propício e que tudo me corra bem... é que dia 29 de Dezembro vou dar entrada no hospital para (nesse mesmo dia) ser operada aos dois pés (ao mesmo tempo). Quer isso dizer que não vou dançar nem ao pé-coxinho... vou fazer a passagem do ano (se Deus quiser), na caminha do hospital...
Por isso, amigos do mundo inteiro, quem me ler, já sabe: toca a fazer força para que no dia 29 tudo corra bem e eu volte bem depressa a conversar com todos!
Até lá, desejo para todos um FELIZ NATAL e que o ANO NOVO comece bem, tenha 12 meses de felicidade constante e acabe em beleza...

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Os Meus Natais



Sempre ouvi dizer que o Natal está dentro de cada um de nós...
Isso é verdade, mas também é verdade que a maioria de nós, quando chega a época natalícia, gosta de demonstrar para os demais que o Natal está chegando e para isso enfeita a casa, faz árvores coloridas e cheias de luz, monta presépios e ouvem-se as músicas de Natal enchendo o ar...
Eu não fujo á regra. Todos os anos faço no mínimo três presépios (um deles no jardim, com pedras, ervas, etc.) e faço árvores de Natal ( como sou exagerada também faço sempre várias) e claro enfeito as casas (que são duas) e ilumino-as por dentro e por fora.
Mas este ano, não. Desde que me conheço é o 1º.ano que estou calma e serena...
ou talvez preguiçosa... ou quem sabe, amuada... sem vontade... ou então (e é o mais certo), tudo misturado, tipo salada. Vou ser operada agora aos meus pés? Ou não será agora? Bem, tudo isto junto (e não é pouco), fez-me ficar de vida parada, sem energia, sem vontade...
Por isso, mostro meus Natais passados, desejando a todos que me visitam FELIZ NATAL!!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Natal no Centro Comercial

Há pinheiros carregados de neve... há corujas e passarinhos todos branquinhos... há borboletas coloridas... há flores do Natal, vermelhas e grandes, refletindo o rubro na bochecha de quem passa...

E há trenós que pelos ares transportam o Pai-Natal... que perdeu a cor... vem de castanho, que é mais fino..

E há coelhos... muitos, como é óbvio... também há bâmbis... e claro, não podiam faltar, os bonecos de neve de nariz e vassoura (se calhar querem tentar voar)...

E há casinhas iluminadas... e há escadas, por onde sobe atarefado o Pai Natal aqui sim, ataviado de vermelho...

Tudo isto se passa no nosso Centro Comercial, onde este ano fizeram florestas encantadas, carroceis de gnomos e outros que tais... e lindas árvores de Natal, coloridas e cheias de luz...

O que não condiz nada com o Natal... nem sei se diga... Digo? Não digo? Eu vou dizer, com a alma triste, com voz chorosa... é isso, eu digo: misteriosamente as árvores das florestas encantadas vão ficando despidas, sem seus enfeites... Será que sorrateiramente e cansados do bulício das lojas, se vão esgueirando pelas portas envidraçadas? Será que o Sr.Pai Natal os está mudando de lugar? Ou como alguns usam asas, será que estão fazendo uso delas e andam voando por aí?

É Natal! Paz e Amor aos Homens de boa vontade! É Natal! Cantam as nossas almas! (desafinadamente...)
video

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Mãe Nazarena



Ao passar mais uma vez pela linda vila piscatória da Nazaré, vi o monumento lindo, dedicado á Mãe Nazarena que com seus filhos, um nos braços, outra ás saias agarrada, cabeça pesada com sua canastra carregada de peixe e de vida, tenta avistar ao longe, no mar revolto, o barco que trará de volta seu homem, seu amparo, seu amor... Só então seu coração de mulher amainará a ânsia e será seu coração de Mãe a receber o homem cansado, o pai de seus filhos...
Tantos pormenores lhe achei, que a todos tentei incluir na foto... espero que dê para se ver de tudo um pouco...

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Os Amores do Meu Bairro

videoEstamos em pleno Outono, o frio nestes últimos dias fez-nos uma visita e por cá ficou... Um frio gélido que parece querer entrar dentro de cada um de nós. Mas o meu bairro é especial, em cada canteiro, em cada vaso, sorriem alegres e coloridas as flores, o que nos faz lembrar a Primavera, o sol, o calor... E ao passarmos os Amores-Prefeitos olham-nos brejeiros e dizem baixinho: Corre, corre, o Mundo é redondo... corre, corre, depois da tempestade virá a bonança!

Se clicarem no canto inferior direito do video, terão o prazer de o ver em ecran inteiro... não sou uma querida?

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

S.Pedro de Moel




No Verão é uma praia linda, com suas areias finas, que com malandrice fazem cócegas nos pés descalços que com deleite as pisam...
Mas quando chega o Inverno a beleza serena, a areia quente, o mar, especialmente o mar, calmo e envolvente, tudo isto muda. A beleza continua lá, a areia agora molhada e fresca, também.
Mas o mar, esse, transforma-se! As ondas sucessivas, brancas de espuma, estendem-se e rolam, algumas vezes preguiçosamente, outras vezes rugindo como que zangadas... sabe-se lá com o quê...
As longas passadeiras de madeira, suspensas de duna em duna, convidam a um passeio por aqui, por ali, olhando o mar, olhando o sol que afinal sempre gosta de espreitar, ver quem por ali anda, sol amigo que se junta ao mar, pintando de prata as suas águas...
E embalada pelo sussurrar das ondas, pelo aconchego do sol de inverno, continuo meu passeio!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

DIA DE S.MARTINHO E DE CASTANHAS

Linda, a bela castanha! Acabada de sair do ouriço, o fruto do castanheiro, do qual é a semente...
O ouriço que a protege com seus espinhos dolorosos ao toque... Só quando a castanha está bem madura é que o ouriço estala, abre e aí está a bela castanha!
No castanheiro, entre suas belas folhas, o ouriço bem fechadinho, que ainda não é dia de S,Martinho... Sim, porque em dia de S.Martinho fazem-se os magustos, que no campo são bem divertidos, com as castanhas a assar devagarinho, no meio das brasas, de onde saem sujas da cinza, mas bem gostosas... e quentinhas! Comem-se, soprando nas mãos, acompanhando com o vinho novo ou Jeropiga...
Como diz o ditado
"Pelo S.Martinho vai á adega e prova o vinho"
ou
"Pelo S.Martinho castanhas assadas, pão e vinho"...
Mas afinal quem é S.Martinho?
S.Martinho nasceu no ano 316 na região da actual Hungria. Desde muito criança se interessava pelo cristianismo. No ano 330 foi obrigado a ir para o exército, praticando sempre a humildade e generosidade.
É por volta do ano de 337, que segundo a lenda, S.Martinho, então cavaleiro do exército romano, seguindo por uma estrada, debaixo de um terrível temporal em que a chuva fria molhava até aos ossos, se deparou com um velho mendigo que, encharcado, cheio de frio, pedia uma esmola á beira da estrada. Condoído com tal miséria, desembainhou sua espada e com ela cortou ao meio sua capa de grosso pano, oferecendo metade ao mendigo e tapando-se ele com a outra metade... ficando ele próprio cheio de frio!
E enquanto se ia afastando, ouvindo os agradecimentos do pobre homem, as nuvens negras e carregadas de água, espantadas com tamanha bondade vinda de um soldado do exército de Roma, abriram-se para o sol espreitar... e o sol também gostou do que viu e decidiu brilhar e inundar com seu calor reconfortante o cavaleiro e o mendigo, que assim secaram as metades da capa e se puderam aquecer.
Por isso é que todos os anos, por altura do dia de S.Martinho, que se comemora a 11 de Novembro, há sempre uns dias de sol e amenos...
"Verão de S.Martinho são três dias e mais um bocadinho".
S.Martinho tornou-se Bispo de Tours até á sua morte, talvez a 8 de Novembro de 397, tendo sido enterrado a 11 desse mês.
É considerado patrono dos alfaiates, dos mendigos, dos cavaleiros, dos soldados e até dos alcoólicos...
E aqui vou eu para o magusto...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Praia do Baleal


Diz uma amiga minha, que o Baleal é lindo... É verdade! E além de lindo é muito interessante, devido ao facto de haver areia e mar dos dois lados da estrada, faz-nos ter uma sensação estranha, tipo "carrega aí no acelarador, não vá o mar acordar e lembrar-se de um dos lados ir abraçar o outro..." Aí sim, ia ser bonito e eu nem nadar sei!
Pois é Maria, aí tens o Baleal, regala a vista...

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Peniche e a Chuva


A chuva era alguma, o vento, esse, era forte, rugia, fazia o mar embater com fúria nas rochas que rodeiam o forte de Peniche... O espectáculo era bonito de se ver. Claro, quem esperava um lindo fim de semana para passear e descansar... teve um desgosto! Ainda por cima um fim de semana de três dias!...
Mas como dos fracos não reza a história, aqui deixo o mar zangado... mas lindo!
E como o almoço foi gostoso (o peixe em Peniche é sempre um poema cantado a Neptuno, o rei de todos os mares), o passeio valeu a pena...

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

DIA DAS BRUXAS!!!

Grata aos olhos que aqui vieram espreitar, grata a todos vós que de mim ainda não olvidaram a presença, desejo a todos vós
UM ÓPTIMO DIA DAS BRUXAS

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Amiga Diana

Olá,amigas e amigos de todo o mundo!! Está tudo bem no Universo?
Espero que o mundo continue a girar calmamente... Eu tenho andado muito fugida... muito trabalho, preocupações, pouca ou nenhuma vontade de fazer o que gosto... nem blogs, nem pintura, crochet ou tricot... uma calamidade!!
E hoje voltei para vos mostrar a Diana. Lembram-se da Diana, a cadelinha com nome de princesa, que escolheu para dona uma prima minha? Pois, é essa mesmo, podem ler a história dela na etiqueta "Amigos dos meus Amigos".
Fui visitar a família e claro, fartei-me de lhe tirar fotos... e fiquei com um problema. Gostando de todas, qual escolher? Mas não há problema que não se resolva quando se tem vontade... e vejam o resultado! Juntei umas tantas numa só e pronto... problema resolvido!! Gostam?

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Na Estrada...

Íamos nós (o maridinho e eu), rodando por uma banal estrada deste nosso Portugal...
O dia estava fugindo para a noite. A noite, ainda sem querer aparecer, já se fazia sentir para lá das copas das árvores, que oscilando mansamente, não fora o barulho do motor do carro, certamente nos murmurariam mensagens de amor...
Distraída como só eu sei ficar, especialmente quando sonho acordada, embalada pelo rodar suave do carro, nem reparava que finalmente o dia fugia para a noite... só quando olhei em frente me apercebi que a paisagem tinha mudado...
Havia á nossa volta uma sinfonia de luz, de cores fortes, potentes, gritando com fervor um hino lindo, um hino á Natureza, um hino ao Amor, um hino aos Homens de boa vontade...
Com o carro em andamento, baixei o vidro da janela e tentei captar, as cores? a luz? o som divino da Natureza no seu auge? Tudo isso eu quis guardar, mas a máquina, porque é isso mesmo, máquina (e porque a fotógrafa não tem nem arte nem engenho para tal), o que consegui foram estas fotos que aqui vos deixo...
Entretanto... o dia escondeu-se na noite, levou consigo o sol escaldante, as cores, a beleza do pôr- do-Sol... A noite, essa, surgiu majestosa envolta em seu manto negro salpicado de estrelas, tendo como ornamento principal a lua em seu quarto crescente...
E o carro, levado pela mão e pela vontade do meu homem, continuou rodando suavemente, enfiando-se na noite, abraçado pelo manto de estrelas, protegido pela lua, em seu quarto crescente...

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Amora


Era uma daquelas noites que aconteceram no principio de Agosto e que continuam a acontecer... em que o calor durante o dia chega a ser insuportável, mas quando o Sol foge para não ter de falar com a Lua, o calor amaina, o ar refresca e apetece passear...
E que belos passeios!

Com a Lua a rir-se para a própria imagem reflectida nas águas quietas do Tejo, vendo ao longe, cintilando, as luzes nocturnas que pareciam querer rivalizar com ela, eu e o maridinho resolvemos dar uma voltinha...
Fomos andando, ouvindo o rio que teima em correr para o mar, para se tornar
grande, para ser ele próprio mar!
Amora é assim. Tem rio, tem casario, tem ruas e largos, tem gentes...
E tem quiosques na beira do rio, que servem bebidas fresquinhas, que podem ser tomadas na areia, numa cadeira espreguiçadeira... onde o rapaz do quiosque vem trazer, sorridente, o copo em que o gelo tilinta...
Ouve-se musica, conversa-se (baixinho para não incomodar os peixes que deslizam de mansinho, ali ao lado) e esquecemos da labuta do dia a dia...
As velas abrigadas da brisa, derramam uma luz suave que se espalha na calçada, na areia, no coração da gente... que refresca a alma que o corpo já refrescou...
E já de regresso ainda dá para admirar o coreto iluminado, que até parece fazer parte de um conto de princesas e fadas!
É assim Amora. Banhada por dois braços do Tejo, tem no rio o seu parceiro... nas festas de Nª.Srª.do Monte Sião, que se realizam em Agosto, há benção dos barcos, mas também o próprio rio é abençoado...
Pertencente ao concelho do Seixal, distrito de Setúbal é cidade desde Maio de 1993. Antes de o ser, foi vila desde Junho de 1989. A sua antiguidade remonta ao séc.XIV, tendo sido nomeado o seu nome pelo cronista Fernão Lopes numa obra que escreveu sobre D.João I em 1384.
Foi uma noite de Agosto... o Sol tinha fugido, para não ter de falar á Lua!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

SEXTA-FEIRA DIA 13

SEXTA-FEIRA, DIA 13!!
QUE MARAVILHA! ACONTECE TÃO POUCAS VEZES QUE TEMOS DE APROVEITAR...
PARA QUEM HOJE ME VISITAR, DESEJO QUE ESTE DIA SEJA ÓPTIMO, CHEIO DE COISAS BOAS, SURPRESAS AGRADÁVEIS, MUITA ALEGRIA, BOA DISPOSIÇÃO E CLARO, MUITO AMOR!

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

No Lixo...

No meu bairro existem coisas (eu já o tenho dito) lindas, coloridas, engraçadas... E existem coisas insólitas!!
Era dia de recolha de lixo... Quem tem trastes para deitar fora, claro que os põe na rua para a recolha... Já tenho visto muitas coisas nos passeios do meu bairro, desde mobília , louça, plantas, roupa... Mas garanto que a casa de banho, eu nunca vi!
Claro, tive de fotografar... E já repararam no pormenor? É, isso mesmo! O desodorizante ainda pendurado na sanita... E digam-me lá, não é uma pena não haver também um rolo de papel higiénico? Teria sido magnífico!!!
E agora digam lá, o meu bairro é ou não é especial? Ou será o meu espírito crítico???

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Fora de Portas...

Julho... mês de férias para muitos... O calor, neste lado do mundo, tem-nos visitado com muita insistência. E quinze dias de férias longe da cidade, mesmo que seja só mudar de casa e de ambiente, é muito bom! Foi o que fizemos, eu e o maridão. Deixámos os filhos entregues á senhora que me ajuda , atravessámos o rio, mais uns quilometrositos e... VIVA O DESCANSO!!
Qual descanso?? Limpar a casa... arrancar as ervas do jardim... regar... ir ás compras... fazer comida (só ás vezes, mas deveria ser NUNCA)... Visitas para almoçar... e para jantar... (atenção: a família não conta, é sempre bem vinda!)... arrumar isto e aquilo... pois... qual descanso?? Mas está bem... o importante é mudar de ambiente... ou não é? O pior foi o livro que afinal não se acabou de ler... a rendinha (linda) que também continua sem fim á vista... a tal tela que continua no cavalete esperando com paciência que uns pincéis sujos de tinta lhe consigam dar um ar de quadro...
Portanto restam uns passeiozitos a pé, para esticar as pernas, nas redondezas.
Se estivesse na cidade, diria que ia passear "fora de portas"... mas não, não é fora de portas, é mesmo por perto...
Uma das coisas gostosas, doces e sumarentas, de regalar os olhos e de alegrar as papilas gustativas com que num destes passeios me deparei, foi este belo pessegueiro, carregado de belos pêssegos... doces e sumarentos!
Num outro dia, enquanto calmamente andava, ia olhando os quintais, as flores, os gatos, os cães...
E de repente... olhei... e o que era aquilo? Flores? Não! Frutos? Não!
Acreditem se quiserem... eram malaguetas! Nada parecidas com as comuns malaguetas que estamos habituados a ver, mais pareciam flores carnudas, que penduradas em seus pezinhos olhavam o chão como que envergonhadas do gosto picante que apesar da beleza que ostentam, deixam na boca dos incautos...
Mas esta foi a melhor!
Já viram que publicidade mais divertida?
Tudo se vende... ou quase... E é aqui que reside o mistério... que é que se vende? Que é que quase se vende?
E ainda por cima novos e usados...

terça-feira, 13 de julho de 2010

E Viva o Benfica!

Indo eu, indo eu, a caminho... não, não é de Viseu como na cantiga...
Era a caminho da Malveira, aqui bem pertinho de Lisboa. Enquanto o meu marido conduzia, eu olhava a paisagem...
A paisagem para aqueles lados é bonita. Grandes morros arredondados e nus, parecendo cabeças carecas. Pois, mas havia qualquer coisa num deles, que devido á distancia eu não conseguia perceber o que era. Já no largo principal da Malveira, com o morro ali mesmo á minha frente, não havia dúvidas!
Exacto, isso mesmo!
Não podia haver dúvidas! Era mesmo o emblema do clube do Sport Lisboa e Benfica! Já imaginaram ver gravado num morro enorme a águia do SLB de grandes asas abertas e garras em riste?
E agora relaxem... e pensem comigo... será que é normal fazer-se isto? Eu sei que não sou de fiar quanto ao assunto, nunca achei piada aos futebois, aos jogadores ou aos clubes, portanto a minha opinião é duvidosa. Então, se não se importam, digam-me lá a vossa...

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Cúpula da Igreja da Memória

Foi numa tarde, já o Sol se escondia para lá do horizonte, que eu caminhando calmamente lá para os lados da Calçada da Ajuda, passei junto á Igreja da Memória e nem sei por quê, ergui os olhos. Como é possível as pessoas ás vezes não verem as coisas? E eu quase não via...
Esta Lisboa linda tem coisas maravilhosas. E o mais interessante é que as pessoas adoram ir para outros lugares estrangeiros, gastarem rios de dinheiro e verem coisas que, podendo também ser belas, não o serão mais que aquelas que por cá temos... e pior, deixando por isso de conhecer as maravilhas que o seu próprio país possui!
Monumento Nacional, a Igreja da Memória, assim chamada porque foi mandada erigir em memória de um atentado que o Rei D.José sofreu nesse mesmo local, por mandato da família dos Távoras e do qual escapou com vida, tendo conseguido recuperar-se dos ferimentos. É nesta Igreja que está o Mausoléu contendo os restos mortais do Marquês de Pombal, figura carismática da História de Portugal. Foi ele um dos principais responsáveis pela expulsão dos Jesuítas do território e a ele devemos a edificação e renovação arquitectónica da cidade de Lisboa depois desta ter ficado destruída pelo terramoto de 1755.
Este Monumento começou a ser construído no ano de 1760 com um projecto do arquitecto Italiano Giovanni Carlo Galli Bibiena, já com várias obras feitas, por exemplo o Teatro Real de Salvaterra de Magos ou o Teatro da Ajuda. Mas em 1762, por dificuldades económicas no país, pararam as obras. Foram retomadas em 1779, assumindo o projecto o Arquitecto Mateus Vicente de Oliveira sendo ele o responsável pelo piso superior, pelo Zimbório, cúpula e lanternim. Faleceu em 1785 sem ter terminado a Torre Sineira. Esta Igreja de estilo Neo-Clássico tem o seu interior em mármore.
Ao levantar o olhar vi... o que quase não vi... esta linda obra de arte!

terça-feira, 6 de julho de 2010

Bicharada Simpática... e Nem Tanto!

Deixem que vos faça as apresentações, como boa dona de casa que penso ser...
Eis, em seu traje típico D.Gafanhoto, um senhor muito saltitão porque tem as patas posteriores muito compridas e com o fémur muito forte, o que origina que se desloque em saltos longos... É muito verdinho, ás vezes amarelado e pertence a uma família enorme: a dos insectos!
É bonito D.Gafanhoto, não é? Mas eu não morro de amores por ele... tem a mania de pensar que o meu jardim é o seu restaurante particular... Coitadas das minhas queridas plantinhas... quando o avistam até ficam verdes! Graças a Deus têm hábitos solitários. Ás vezes juntam-se em grandes enxames e quando isso acontece devastam grandes plantações. Foi uma das pragas que segundo o Antigo Testamento assolou o Egipto.
Cada individuo mede de 3 a 5cm., sendo que as fêmeas são um pouco maiores
(de 6 a 8cm.). O seu peso varia entre 10 a 30gr. Acasalam durante o Verão, mas as larvas nascem no Inverno. E para terror das plantas do meu jardim, cada fêmea põe de 50 a 100 ovos!!! É muito ovo...
E ainda por cima, imaginem, D.Gafanhoto está espalhado por todos os Continentes!

E agora meus senhores, elegante, vestido de verde e ás vezes de castanho, apresento-vos em voz baixa, porque está rezando, o Sr.Louva-a-Deus... ás vezes também conhecido por Cavalinho de Deus. É assim chamado porque quando está pousado assume uma posição que faz lembrar uma pessoa orando de mãos postas. Normalmente passa despercebido aos nossos olhos, porque como de tolo nada tem, confunde-se com as folhas ou os troncos para evitar ser comido por outros insectos maiores, ou por pássaros. Os morcegos por exemplo, são seus apreciadores, mas o Sr.Louva-a-Deus tem um voo rápido e consegue desviar-se deles executando mergulhos em pleno voo.
Este insecto tem cerca de 2 400 espécies em todo o mundo, especialmente nas zonas tropicais e subtropicais. Mede mais ou menos 5cm. e tem uma bela cabeça triangular, com dois grandes e lindos olhos de cada lado. As patas da frente são utilizadas para caçar. Caçam moscas e alguns outros insectos, de emboscada, facilitada pelo facto de terem uma grande capacidade de camuflagem. Apesar de não terem qualquer espécie de veneno, são bons caçadores, sendo por esse facto muito bem vindos aos jardins (e eu confirmo). Na agricultura biológica são de grande utilidade, não sendo utilizados pesticidas os agricultores agradecem a ajuda...
Acasalam no Outono. A fêmea põe entre 100 a 400 ovos numa cápsula dura que guarda ou no chão, ou numa folha enrolada. Em algumas espécies a fêmea fica perto da cápsula protegendo-a de predadores. Nasce como ninfa, igual a um adulto sem asas e claro, menor.
Mas não há bela sem senão... A fêmea, ás vezes, depois do acasalamento, como isso cansa que se farta e dá uma fome daquelas... e não tem farnel ali á mão... mata o macho e come-o!!
E eis que chegamos ao último insecto desta série. Sim, é um insecto que existe em todas as regiões do nosso planeta, excepto nas regiões polares. Sim é um insecto muuuuuito incómodo e ainda mais perigoso e temos quase sempre um que nos visita frequentemente e ainda por cima em nossas casas!
Fiz o arranjo fotográfico que podem ver para que o olhem de várias perspectivas. Tentei alegrar um pouco com umas flores, apesar deste insecto gostar mais da porcaria: lixo, fezes, carne apodrecida... ele se alimenta disso tudo e também é esse o meio ideal para se reproduzir! Depois, com as patas sujas e transportando inúmeras bactérias, entra calmamente em nossas casas, poisa na nossa comida, na nossa pele, na mesa onde comemos... Claro, dão origem a várias doenças! A disenteria, a tuberculose, a febre tifóide, a conjuntivite... é necessário enumerar mais?
Portanto, apesar de achar que já não serão necessárias apresentações, ainda assim, vos apresento D.Mosca Doméstica, um verdadeiro perigo público!
É o mais comum dos insectos e há várias espécies, sendo a Mosca Doméstica a mais comum de todas as espécies. Tem sido através dos tempos a responsável pela propagação de diversas doenças.
Felizmente tem uma vida curta, de 25 a 30 dias. Depois do macho fertilizar a fêmea, esta fica pronta para pôr os ovos, em qualquer detrito, sem se preocupar mais com eles. O ciclo é muito rápido. Entre o pôr do ovo e o insecto adulto bastam cerca de 7 a 10 dias.
Mas há sempre mais qualquer coisa. A larva da mosca está sendo utilizada em estudos da Medicina Legal, para se saber há quanto tempo se deu a morte de alguém, visto as larvas se alimentarem de carne morta. Além disso fazem-se experiências, pelos mesmos motivos, para debelar a gangrena.
Portanto estão feitas as apresentações...

terça-feira, 29 de junho de 2010

Hortênsias

No meu jardim as hortênsias assim que sentiram o sol a aquecer-lhes as folhas, as grandes folhas elípticas com cerca de 18 cm. de comprimento, folhas verdes e largas
... folhas bonitas de se verem, que só por si já alegravam o jardim... mas como eu comecei a dizer, assim que sentiram o calor do sol começaram a florir por todo o lado, todas ao mesmo tempo!
Tenho-as de várias cores, o que ajuda a que o meu jardim se pareça um pouquinho com a paleta de um pintor... Há algumas que são brancas... há as rosa, que vão desde o rosa clarinho até a um rosa bem forte, quase rubro...
e depois há as azuis... mais claras... mais escuras... até ao roxo!
E reparem bem na perfeição destas flores. Cada uma delas é composta por pequenas flores de 4 pétalas, formando um lindo e radioso ramo. Elas são realmente a alegria de um jardim, fazem uma jarra soberba, enfeitam qualquer ambiente!
São originárias do Japão. Cada arbusto pode atingir até 4 metros de altura! Nas ilhas dos Açores elas nascem nas encostas das ilhas, bordejam os caminhos, separam os campos de cultivo. Vistas de longe são um espectáculo que não se esquece...
Estas que aqui vedes são diferentes.
São hortênsias da Ilha da Madeira. Diferem das outras não pelas cores que são idênticas, mas na maneira em que as pequenas flores que formam o ramo, crescem e se desenvolvem.
Como aqui se pode ver bem, as pequenas flores crescem com vigor na periferia, enquanto no centro os pequenos botões permanecem fechados...
Todas elas são as hortênsias, flores lindas, coloridas, que a Natureza nos empresta em cada começo de Verão, para que nos lembremos em como ela é pródiga em milagres de beleza!...