Seguidores

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Damasqueiro e Damascos

Lembram-se do damasqueiro de lindas flores, mimosos rebentos que mais tarde já mostrava belos frutos verdinhos?
É este o nosso amigo, carregadinho de frutos verdes, sem graça, sem gosto... se a amiga raposa passasse perto diria (e desta vez com razão): -Estão verdes, não prestam...
Mas o tempo passa, a Natureza faz o seu percurso e o fruto que não prestava, cresceu, "inchou" e o Sol amigo pegou em sua paleta de cores e deu-lhe alguma cor... alguma beleza...
E o Sol amigo teimou e teimou... e as cores da sua palete ganharam mais vida, mais calor e a cor passou a ser chamativa e apetitosa...
Assim é a Natureza, tudo tem o seu tempo... Primeiro vêm pequenos rebentos de folhas minúsculas... Depois surgem as lindas flores que enchem de alegria os olhos sedentos de beleza e onde os insectos saciam a fome sugando seu néctar... Dessas flores tão mimosas e ao mesmo tempo tão magníficas, saem os frutinhos pequenos, da cor das folhas... que vão crescendo, crescendo, sempre verdes, fazendo inveja ás folhas que por sua vez vão escurecendo, querendo sobressair no meio de tanto verde... Mas enquanto os frutos sedentos de Sol vão inchando de orgulho pela admiração que despertam a quem para eles olha, também a cor, anteriormente tão verde, se vai transformando aos poucos, passando dum verde amarelado para um lindo amarelo brilhante, ás vezes rosado, ás vezes avermelhado!
E quando os frutos pendem da árvore, grandes, maduros, coloridos... o chilrear dos pássaros famintos, esvoaçando em seu redor, atraídos pela cor e pelo aroma que exalam, apressam a apanha... se o dono do damasqueiro se distrai... os passaritos esfomeados vão provando aqui e ali... deliciando-se com a doçura e a frescura de um belo damasco maduro!

8 comentários:

Noah disse...

"....os frutinhos pequenos, da cor das folhas...que vão crescendo....fazendo inveja ás folhas ..." e por aí vai a maravilha de teu texto.
Adorei Maga, do fundo do coração.
Me tocou a alma. Muito obrigada.

Mizinha disse...

Lindo Texto! voce é mesmo uma jornalista! Estou convencida,Se pudesse estaria ai com a minha cestinha e colheria os mais vistosos. com certeza iria perfumar a minha cozinha. Adoro cheirinho de damasco maduro. Um lindo final de semana para voce querida amiga Maga, bjs

Maga disse...

Noah, agradeces-me o quê? Eu é que tenho de agradecer o carinho e a simpatia e sobretudo a amizade, que é tão especial...
Eu é que te agradeço, do coração!
Um beijo da
Maga

Maga disse...

Ai Mizinha, se eu fosse jornalista... cavalgava pelo mundo fora na ponta de uma caneta, com um lápis atrás da orelha não fosse a tinta da caneta acabar!
E tens razão amiga, os damascos deitam um cheirinho delicioso...
Um beijão

Maria Ferreira disse...

Sabes Maga senti-me a passear de mão dada contigo junto a esse damasco. Adorei o passeio.
Beijos

Maga disse...

Maria, eu também teria adorado... e se ao mesmo tempo que passeassemos fossemos comendo ora um, ora outro, dos mais maduros e de suco a molhar nossos queixos... bem, seria como que uma história linda, de ternura e amizade!
E olha que esta postagem foi a pensar em ti, no desafio que me lançaste, ver os damascos...
Um beijo

Faniquito disse...

Oii, minha linda e delicada amiga !!!

Que lindo texto, uma poesia mesmo.

E eu nessas horas queria ser um passarinho esfomeado para poder bicar e provar o néctar dessa maravilhosa fruta.Eles são os primeiros a provar...que privilégio. hehehe

Dá p/ sentir o doce aroma daqui.

Desejo que tenhas uma linda semana

Beijinhos com muito carinho, dessa patricia que te admira muiiiito

Ana

Maga disse...

Ana, minha patricia, obrigada pelas tuas palavras, és muito querida!
Gostaria muito que pudesses provar os damascos, que sendo portugueses, certamente têm um gosto especial... E o cheirinho... é mesmo gostoso, não é?
Beijinhos