Seguidores

quarta-feira, 15 de julho de 2009

A sardinha vai na rede descuidada

Vai encher o galeão

Ela é fresca, prateada,

Aos saltinhos pelo chão...

Assim se canta o vira da Nazaré. Mas não foi na Nazaré que eu assisti a este espectáculo, foi bem mais perto de Lisboa, na Fonte da Telha. Além de ser uma praia escolhida por muitos banhistas, surfistas e por gente que gosta do mar só pelo prazer de o olhar, também é terra de pescadores, de homens sofridos e gastos pelo sal, batidos pelos ventos e queimados pelo Sol. E mesmo no Verão, quando as beldades se passeiam pela praia ou torram no areal, estes homens puxam seus barcos com a ajuda de tractores, abrem suas redes e mesmo ali, debaixo de todos os olhos, eles vendem o peixe saltitante, sustento de sua família...

5 comentários:

Anónimo disse...

sua narrativa parece mais um conto, falas muito bem... e através de tuas palavras posso conhecer e viajar com apenas um click de meu pc, obrigada querida, teu blog é um presente pra mim. bjus

Maga disse...

Obrigada ao Anónimo, pelo seu comentário, mostrando com ele que o meu blog merece elogios!!
Volte sempre, tentarei ser ainda um pouco melhor. Obrigada

Elisabete disse...

olá maga, esse anonimo q vos fala é a Bete, não sei porque não consigo mais postar normalmente, então que fique assim ok...
desejo-te tudo de bom, bjinhusss
Bete

Elisabete disse...

olha que coisa, só porque eu falei que não conseguia, meu comentário foi publicado normalmente, vai entender!!!

Maga disse...

Bete, continua a tentar, nós nesta vida conseguimos sempre tudo, basta sermos teimosas... E teimosia é connosco, MULHERES!
Mil beijos da
Maga