Seguidores

domingo, 16 de junho de 2013

Atalaia-Lourinhã

 Hoje, como estamos tendo uns dias de descanso, fomos à Atalaia, uma pequena freguesia (com cerca de 2000 habitantes), no concelho da Lourinhã, à Festa do Pão do Moinho.
 Um dos moinhos estava aberto ao público e aqui vos deixo algumas imagens do seu interior, muito bem conservado. As mós, em pedra, por onde passava o grão que triturado dava lugar à farinha...



Aqui vêm-se as medidas de madeira, com que se media a quantidade de grão que era entregue ao moleiro, para que a quantidade correspondente de farinha fosse retornada...
 Nesta Festa "Pão do Moinho", houve festa na rua, onde desfilaram com graça e esmero piratas e moçoilas vestidos a rigor. Conta a lenda que nesta terra de pescadores e agricultores, em tempos idos, aportou um navio de piratas, que saltando em terra depressa se apoderaram daquilo que podiam, matando quem se lhes opunha...
 Mas uma linda rapariga do povoado, com sua graça e beleza, mudou o rumo aos acontecimentos. O capitão dos piratas, ao vê-la, por ela sentiu louca paixão e prometeu que se ela com ele se casasse, pouparia toda a povoação e ali viveriam para sempre, felizes!
 E assim foi... Atalaia salvou-se por milagre de amor...
 Foi isso que hoje foi representado por este desfile, em que rapazes e raparigas representaram cantando e dançando, o que, dizem, ali se passou há séculos!
Foram acompanhados por música tocada pela Associação Musical da Atalaia, que desde 2007 encanta quem os ouve tocar, o que hoje não foi excepção...



Os aplausos foram muitos e merecidos...
Os visitantes viram como se faz o pão e foram provadas várias espécies com diversos recheios.
Foi uma tarde bem passada!

7 comentários:

Álbum da Artesã disse...

Que festa linda Maga
Muito obrigada pelas imagens viu?
Só fiquei tristinha porque não provei o pão ...
afff ...
Semana linda pra ti.
Jinh♥s

Maria Ferreira disse...

Twnho que me render, estou cheia de gula de história de pão de divertimento.
Estpu feliz que te estejas a divertir
Beikos do tamanho do amor do pirata e da camponesa...

Maga disse...

Noah, amiga, se eu soubesse que gostavas tanto de pão... tinha enviado via Net, um pão recheado de linguiça ou se preferisses de azeitonas... Fica para a próxima!
Um beijo da
Maga

Maga disse...

Tu, Maria Ferreira, se não vais é porque não queres! A ti não mando nada, estás pertinho.
Um beijo para vocês
Maga

✿MIUÍKA✿ disse...

Amiga, bem me parecia que te conhecia de outra reencarnação, dois ou três séculos é muito, nem sei como me encontraste, mas mais vale tarde do que nunca e fico feliz por ti,pois vejo que estás bem e mimada.
Para ti amiga, um grande beijinho e até daqui a dois ou três séculos novamente,fica bem.
Miuíka

Marlene de Fatima disse...

Lindo,conservar a tradição,registrar.Adorei.
Aqui no Brasil não se diz rapariga se
diz moça.Rapariga aqui é pejorativo.
Abraços.

victoria disse...

Una hermosa entrada!!Me encanto pasear por ella

Abrazos Victoria